terça-feira, 1 de junho de 2010

Fifa proíbe manifestações religiosas durante a Copa

Sim, é isso mesmo que está no título.

Não, a Fifa não é a federação cubana de futebol.

Isso é o politicamente correto levado às últimas consequências. Por um suposto pudor de não ofender a religião alheia, proíbe-se qualquer manifestação religiosa.

Qual o problema de um jogador, caso campeão, exibir uma camiseta do tipo "I belong to Jesus"? Qual ofensa tal item apresenta a um muçulmano, por exemplo? Isso só incomoda aos ateus radicais. Qual tipo de problema tais manifestações causaram, até hoje, em estádios de futebol? Desconheço um exemplo sequer.

Toda religião possui uma dimensão social, o que implica em manifestação pública da fé. E isso não é ofensa a ninguém.

Ofensa é querer impor uma proibição absurda.

Por fim, para mim é muita frescura sentir-se ofendido por uma camiseta escrito "I belong to Jesus". O politicamente correto é isso: é imposição da frescura à toda sociedade.