segunda-feira, 31 de agosto de 2009

But God can be funny...

A música Laughing with foi a que mais me disse coisas esse ano. Tocou fundo mesmo. Caramba, como é demais! Eu preciso conseguir o álbum da Regina Spektor o quanto antes!

A dica da música eu encontrei no blog do Júlio Lemos. Essa valeu o mês!



No one laughs at God in a hospital
No one laughs at God in a war
No one’s laughing at God
When they’re starving or freezing or so very poor

No one laughs at God
When the doctor calls after some routine tests
No one’s laughing at God
When it’s gotten real late
And their kid’s not back from the party yet

No one laughs at God
When their airplane start to uncontrollably shake
No one’s laughing at God
When they see the one they love, hand in hand with someone else
And they hope that they’re mistaken

No one laughs at God
When the cops knock on their door
And they say we got some bad news, sir
No one’s laughing at God
When there’s a famine or fire or flood

But God can be funny
At a cocktail party when listening to a good God-themed joke, or
Or when the crazies say He hates us
And they get so red in the head you think they’re ‘bout to choke
God can be funny,
When told he’ll give you money if you just pray the right way
And when presented like a genie who does magic like Houdini
Or grants wishes like Jiminy Cricket and Santa Claus
God can be so hilarious
Ha ha
Ha ha

No one laughs at God in a hospital
No one laughs at God in a war
No one’s laughing at God
When they’ve lost all they’ve got
And they don’t know what for

No one laughs at God on the day they realize
That the last sight they’ll ever see is a pair of hateful eyes
No one’s laughing at God when they’re saying their goodbyes
But God can be funny
At a cocktail party when listening to a good God-themed joke, or
Or when the crazies say He hates us
And they get so red in the head you think they’re ‘bout to choke
God can be funny,
When told he’ll give you money if you just pray the right way
And when presented like a genie who does magic like Houdini
Or grants wishes like Jiminy Cricket and Santa Claus
God can be so hilarious

No one laughs at God in a hospital
No one laughs at God in a war
No one laughs at God in a hospital
No one laughs at God in a war
No one laughing at God in hospital
No one’s laughing at God in a war
No one’s laughing at God when they’re starving or freezing or so very
poor

No one’s laughing at God
No one’s laughing at God
No one’s laughing at God
We’re all laughing with God

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

When you duel with the devil...

... living in your mind!

Caramba, finalmente colocaram o vídeo do Transatlantic 'Live in Europe' no Youtube! Essa música provavelmente foi uma das que eu mais 'curti' até hoje! Eu acho sensacional!

Neal Morse - Vocais e teclados;
Pete Trewavas - Baixo;
Roine Stolt - Guitarra e vocais;
Mike Portnoy - Bateria;







Ah, foi mal por postar uma música de quase meia-hora... esses caras são meio pretensiosos. A definição de rock progressivo, aliás, é essa: um rock pretensioso - muitas vezes pretensioso demais!

sábado, 22 de agosto de 2009

Estado Laico e futebol

O bom senso perdura no Judiciário brasileiro. Ainda bem. Essas malas de ateus, maçons e (alguns) protestantes não conseguiram tirar os curcifixos das repartições públicas. Ainda bem. novamente Não estamos em Cuba, nem na China. E o argumento utilizado foi simplesmente genial, a meu ver: De que, para um ateu, um crucifixo é meramente um adereço, um enfeite, sem nenhum significado além disso. No mais, é realmente conveniente que esteja ali, afinal é símbolo de um julgamento injusto e mostra muito bem a que ponto a crueldade e injustiças humanas podem chegar.

E que nenhum ateu militante venha com essa frescura de que o "crucifixo me ofende". Poxa, arranje o que fazer. Ainda se estivesse ali, sei lá, um "Guernica" de Picasso eu até concordaria com a reclamção. Aquilo é feio pra dedéu. Os crucifixos não; além de belos, possuem uma presença pra lá de marcante na formação cultural brasileira. Ou alguém nega a importância dos jesuítas, por exemplo, em nossa formação? Se os crucifixos estivessem no Irã, aí talvez fizesse algum sentido a reclamação. Mas mesmo assim seria duvidosa.

Argumentam ainda que seria um privilégio dado aos católicos, e que bem poderia haver uma imagem da Estrela de Davi ou do Crescente dos muçulmanos. Talvez até uma de Iemanjá. Por que não uma de Thor? Precisamos ser pluralistas, não é? Mas por que esses sábios da pluralidade não investem em uma área ainda mais discriminada? Falo dos esportes. Ali eles serão verdadeiros cruzados da Justiça! E eu demonstro o por quê.

Pois aqui no Brasil, onde já se viu, o Estado incentiva o futebol em detrimento de outras modalidades esportivas! Que absurdo! O Estado é laico, e não futebolista! A Copa do Mundo de 2014 vai sugar uma quantidade absurda de dinheiro em prol de um único esporte. E os praticantes de Badmington? E os bravos jogadores de futevôlei? E os adeptos do cricket? Sem falar ainda nos atletas do rugby, do handebol, de peteca, de jogo da velha e da já tradicional bola queimada (que, aliás, não conta com nenhuma quadra adequada para sua prática; pelo menos eu não conheço).

Será que os ateus não percebem que a verdadeira discriminação não está nos crucifixos presentes nos tribunais, mas sim nos campos de futebol que existem aos montes e nos campos de rugby que não existem? O Estado brasileiro, que deveria ser laico, é futebolista. E o presidente ainda é corintiano declarado - se fosse palmeirense aí seria o fim da picada! Para qual time de baseball será que ele torce, ou mais este esporte é discriminado em terras tupiniquins?

Sugiro mais uma emenda para a próxima reforma constitucional, proposta pelos petistas: além de acabar com o Senado, que tal eles acabarem com o futebolismo? O Estado também deve ser aconfessional em termos esportivos! Campos de softball já! Quadras de badmington nas escolas já!

Abaixo ao futebolismo oficial no Brasil! Por um Estado laico sem privilégios para ninguém!

O Maracanã é o maior símbolo da opressão do futebol sobre outros esportes! Fora Maracanã!

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Algumas boas notícias

A primeira boa nova de hoje é que a Justiça decidiu que os crucifixos irão ficar nas repartições públicas! Finalmente um lampejo racinal de nossos juízes! Destaque para o seguinte comentário:

Sem qualquer ofensa à liberdade de crença, garantia constitucional, eis que, para os agnósticos, ou que professam crença diferenciada, aquele símbolo nada representa, assemelhando-se a um quadro ou escultura, adereços decorativos

Que maravilha!

***

O senador Flávio Anrs (PT/PR) anunciou que deixará o Partido. Motivo? Disse que, com o processo de Sarney e a atuação do PT no caso, a bandeira da ética foi rasgada. Antes tarde do que nunca, não é mesmo, senador? Afinal, em terra de cego quem tem um olho é rei.

***

Um vídeo de série "Músicas que eu e mais ninguém gostamos":

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Bebé Aído

No fatídico dia 19 de Maio de 2009 a ministra espanhola da Igualdade, Bibiana Aído, declarou que um feto de 13 semanas é um ser vivo, mas não um ser humano. Evidente que tamanha monstruosidade merecia retaliações, mas um grupo de espanhóis mandou realmente muito bem. Criaram uma espécie de pequeno chaveiro com o nome de "Bebé Aído", que retrata um feto de 12 semanas em proporção real. Há um site da campanha, com vários fotos do boneco.

É evidente que, olhando para a imagem do chaveiro, a vontade que se tem é de mandar essa ministra ir pastar. Qualquer pessoa com o mínimo de sensibilidade e bom senso olha para aquilo e prontamente pode concluir: trata-se de um ser humano. Nesse sentido, penso que a campanha será muitíssimo bem sucedida.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Gripe suína e paranóia

Toda essa paranóia da gripe suína começa a ter alguma utilidade, ao menos para mim. Sexta-feira fui almoçar em um shopping center com um amigo, e comi uma bela macarronada à bolonhesa. Como estava vestindo uma camisa branca, e ocorreu um incidente com a comida, vocês devem imaginar o estrago... por sorte, foram instalados recipientes com álcool gel ao longo dos corredores do shopping e, claro, na praça de alimentação. Não sei se o álcool gel possui algum outro efeito efetivo além de ressecar a pele da mão. As autoridades de saúde dizem que sim, então acho que devo acreditar.

Mas limpa roupa que é uma beleza. Pelo menos me quebrou um galho, e acho que ninguém que me encontrou ao longo do dia notou o incidente.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Você confia no Ministro da Saúde?

Esses tempos estava eu argumentando em minha casa que o fechamento das escolas era um exagero, uma espécie de paranóia coletiva e sanitarista. Pois, afinal, todos iremos pegar essa gripe A ou ao menos ter contato com o vírus H1N1. E disse que até o Ministro da Saúde havia pedido para as aulas retornarem à normalidade o quanto antes.

Meu pai que, desde o princípio, discordava de mim, argumentou de forma impressionante:

- E você por acaso confia nesse Ministro da Saúde?

Fiquei sem argumentos e refleti no quanto tinha sido ingênuo ao confiar em José Dengues Abortão.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Decadência plena

O Senado brasileiro esta em franca decadência. Chega a ser até ridículo afirmar isso, dado a deprimência daqueles senhores que estão pouco se lixando com o bom senso.

Isso foi o fim da picada.

E espero que todos saibam que há pessoas no PT rindo à toa com essa crise. Pois dela se lavanta, novamente, o imaculado Lula. Outros ainda comemoram o fato para levar adiante o maquiavélico plano de venezualização do Brasil, convocando uma Constituinte para acabar com o Senado - plano defendido por muitos petistas.

Quem viver verá.

domingo, 2 de agosto de 2009

Sobre com fazer nepotismo

Muitos brasileiros estão rasgando as vestes com a nomeação do namorado de neta de Sarney a algum cargo no Senado. Claro, isso é a ponto de um iceberg de denúncias, que mostram um pouco das maracutaias do nosso Legislativo. E a coisa têm muitos anos. "Nunca antes neste país" se viu tanta corrupção. Sinais dos tempos? Sinais dos governos? Pois bem, o STF, através, da súmula vinculante 13 vetou a nomeação de parentes para cargos públicos, com exceção de secretarias/ministérios. Guardem bem este fato.

O Paraná ultimamente não tem sido (des)governado apenas por Roberto Requião, mas sim plea família Requião. Toda ela, ou quase. E olha que não estou falando do primo da cunhado da sobrinha do governador não, como no caso Sarney. É que a família Requião é tão competente, mas tão competente, que o governador não viu outra saída a não ser nomeá-los (quase) todos eles para algum cargo modesto, com salário baixo, do tipo... secretário do estado. O governador certamente deve achá-los mais inteligentes e competentes do que boa parte da população, quiçá mais confiáveis. Eu simplesmente vejo que eles são mais espertos.

Citarei apenas três casos concretos dos Requião. Porque, aqui no Paraná, Requião é governador, secretário, diretor e tudo o mais que se possa imaginar. Veja: Eduardo Requião, irmão do governador, era superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA). Depois da decisão do STF, deram um jeitinho e ele foi nomeado secretário especial para Assuntos Portuários. Felizmente ele não está mais no governo, atualmente

Há o caso da esposa do governador, Maristela Requião, que era diretora do Museu Oscar Niemeyer, também fo nomeada secretária especial, a fim de não ser demitida. Ela continua no governo.

E o mais impressionante de todos: o outro irmão Requião, Maurício, foi nomeado conselheiro do TCU do Paraná. É impressionante. Felizmente não permitiram que essa situação constrangedora fosse levada à cabo.

E parece que ninguém dá muita bola para essas maracutaias. Requião já mandou agricultores tomarem no cú (ou quase), disse que o MST é uma "benção de Deus" e declara-se "militante de coração", dentre outras delicadezas emanadas da mais sincera e profunda caridade. E está aí, mandando e desmandando, já tendo feito esses malabarismos inacreditáveis que configuram um jeito mais, digamos, 'familiar' de governar.