segunda-feira, 29 de junho de 2009

Pedofilia livre avança no Brasil

Depois do estarrecedor artigo de Olavo de Carvalho denunciando uma decisão de um tribunal gaúcho sobre um caso tipificado pela lei como pedofilia - no qual o acusado foi absolvido sob o argumento de consentimento da moça/criança - agora a ONU (!!!!!) critica o STJ. O motivo: a absolvição de acusados de pedofilia sob o argumento de que as crianças já haviam sido exploradas sexualmente anteriormente. Sim, era um caso de prostituição infantil.

É chocante saber que começam a aparecer alguns casos no judiciário brasileiro a favor da pedofilia. Como já citei aqui antes, há até um movimento global organizado a favor deste ato nefasto.

Precisamos ficar atentos e e admitir que, bem, isso está ficando real demais para ser considerado meramente uma teoria da conspiração.

****

Pior é ter que concordar com a ONU. Eu considero que a ONU, e especialmente o Unicef, fariam um grande bem à humanidade se deixassem de existir. A partir do momento em que eu preciso concordar com o Unicef e discordar do STJ, concluo que a situação atingiu um nível alarmante no Brasil.

Um comentário:

Luíza Helena disse...

É, esse é um grande problema... a nossa moralidade é imposta, vem de fora... será que nem isso conseguimos fazer sozinhos???
Talvez se as pessoas se unissem mais pra cobrar do Estado. Mas quem é que quer se levantar do sofá?
"Tá delegado, tá tudo delegado" - a democracia direta é fábula... e pra quem foi mesmo que a gente delegou?
Abs!