segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

The Soviet History (em português)

Alguma alma bondosa traduziu o fantástico documentário "The Soviet History" ao português e colocou no Youtube. Recomendo a todos que assistam, apesar das imagens tenebrosas. O que houve na URSS, especialmente sob Stálin, foi muito pior do que o Holocausto nazista. Assistam ao documentário:



***

Um dos fatos mais chocantes é a história do Holodomor. Por incrível que pareça, a Wikipedia em inglês fornece um grande material para análise. O mais interessante são as várias referências que há lá!

***

Por que um fato que causou mais mortes do que o Holocausto não aparece nos livros de história brasileiros? E por que os campos de concentração nazistas são famosos, e os soviéticos não?

Esse assunto merece nossa reflexão.

4 comentários:

R. B. Canônico disse...

Sobre documentário: essa é a parte 1 de 13. Assistam a tudo!

Alexandre M. F. Silva disse...

Existem certamente muitas razões para o esquecimento do holocausto soviético, da operação "abafa" feita pelos comunistas do mundo inteiro ao próprio isolamento cultural e geográfico da Rússia em relação ao ocidente. O que me preocupa é que com a intenção de resgatar esta tragédia do esquecimento acabemos por relativizar o holocausto nazista, cujas idéias (eugenia, eutanásia), ressurgem de forma preocupante e ameaçadora em nossos dias.

R. B. Canônico disse...

De fato, Alexandre.

No fundo, o documentário mostra que os massacres nazistas e soviéticos foram basicamente a mesma coisa.

Com uma diferença: os nazistas eliminaram raças, os soviétivos classes.

E essas ideologias bárbaras encontram terreno mais fertil do que nunca.

Anônimo disse...

Karl Marx também pregava a eliminação de raças, como o documentário mostrou: a eliminação dos sérvios, dos bascos, dos bretões e dos escoceses, que Marx chamava de lixo e que estavam duas classes atrasadas com relação à Revolução Socialista. Marx pregava o genocídio porque para ele não interessavam os povos agrários, somente os povos constituídos de duas classes: os proletários e os burgueses, pois aí sim suas idéias tenebrosas poderiam ser colocadas em prática.
Os genocídios perpetrados por ditaduras comunistas não aparecem nos livros didáticos de História e Sociologia porque seus autores são de esquerda, comprometidos com a ideologia de Karl Marx.
Mas não penso que Marx tenha sido o Pai do genocídio como política de Estado. Hamã, conselheiro de Assuero no Império Medo - Persa, decretou e o imperador assinou o genocídio dos judeus.
Essa história de genocídio é bem mais antiga do que se pensa.
Evelin Fróes